Facebook lança a Calibra e a polémica já está instalada

A rede social Facebook lançou há uns dias a sua nova criptomoeda, Libra, juntamente com a sua nova carteira digital Calibra.

Esta nova moeda surge num panorama muito específico em que uma grande parte da população mundial não tem acesso a serviços básicos financeiros, sendo que metade dos adultos não têm uma conta bancária activa e esses número pioram para mulheres de países em desenvolvimento. Contará com o apoio de parceiros de peso, como a MasterCard, Farfetch, Spotify e Visa.

A Libra será usada para fazer transacções entre particulares e estabelecimentos, estando integrada em plataformas como WhatsApp e Messenger, esperando lançar esta carteira em 2020.
Segundo o Facebook esta nova carteira irá permitir o envio da Libra para qualquer pessoa que possua um smartphone, de uma maneira simples e instantânea. Com o passar do tempo esperam também oferecer serviços adicionais para pessoas e negócios, como pagar contas ou fazer compras, não precisando de carregar dinheiro ou cartões físicos.

Com o website oficial os interessados poderão fazer as transferências para a conta da Calibra, usando, o fornecedor de pagamentos, MasterCard, Visa PayPal e Stripe. A carteira vai poder ser utilizada como aplicação independente, para iOS e Android.

Em relação à segurança dos dados pessoais e privacidade, o Facebook reitera que a Calibra não irá partilhar dados com a rede social, quer sejam dados pessoais ou financeiros. A Calibra vai ter assim fortes protecções para manter as suas informações e dinheiro seguros. Vão também oferecer suporte caso perca o seu telemóvel ou a sua password, se alguém tiver acesso à sua conta e transferir dinheiro o cliente será reembolsado.

Os utilizadores poderão escolher receber o pagamento em Libra, mantendo o valor da criptomoeada ou podem fazer o câmbio na divisa doméstica, e terem a possibilidade de transferir o valor para um banco local.

A polémica com o logótipo da Calibra

É difícil negar que os logótipos da Current  que se intitula “o banco da vida moderna” e da Caliibra são semelhantes. O logótipo da Current consiste num til integrado num círculo, e o logótipo do Calibra apresenta… um til dentro de um círculo. A própria Current brincou com a situação dizendo que “isto é que acontece quando só te sobra um lápis” porque o se círculo é um gradiente e o da Calibra é roxo.

Terá sido um erro inocente?

É um pouco complicado uma vez que os dois logos foram desenvolvidos pela mesma agência de São Francisco, a Character. Entretanto a Current já solicitou a um gabinete de advogados que apurasse se há matéria que constitua uma violação de patente ou marca registada.

Imagem: Current

Filipa Almeida calibra Facebook lança a Calibra e a polémica já está instalada filipa foto

Filipa Almeida

Licenciada em Psicologia pela UC, pós-graduada em Marketing Digital e Micro-Mba em Gestão Empresarial.
Co-fundadora e Consultora de Marketing Digital da Dreamweb.
Filipa Almeida calibra Facebook lança a Calibra e a polémica já está instalada filipa foto

About Filipa Almeida

Licenciada em Psicologia pela UC, pós-graduada em Marketing Digital e Micro-Mba em Gestão Empresarial. Co-fundadora e Consultora de Marketing Digital da Dreamweb.

Os comentários estão fechados.

error:

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies que possibilitam a melhoria dos nossos serviços. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close