Instagram quer reduzir a competição! Mas como?

A rede social quer dizer adeus a um dos 7 pecados mortais: a vaidade!

Depois da última conferência F8 em Maio o Instagram começou a testar uma nova funcionalidade no Canadá. Esse teste consistem esconder o número de likes nas publicações. Aparentemente, esse teste expandiu-se recentemente a mais países, entre eles: Austrália, Brasil, Irlanda, Itália, Japão e Nova Zelândia!

Qual a razão desta medida?

O Instagram quer que os seguidores se foquem nos conteúdos e não no impacto das publicações. Basicamente apenas o gestor de uma página ou o proprietário de um perfil terá acesso às contagens de likes. Obviamente que isto representa uma grande mudança de paradigma. O número de likes não pode ser a melhor maneira de medir o seu sucesso e não pode ser de modo algum sinal de status nesta plataforma.

Posso integrar este estudo?

À semelhança dos testes que ocorrem no Facebook, também no Instagram não há a possibilidade de integrar ou não um teste. As contas são seleccionadas de forma aleatória. Será isto uma maneira de preservar a essência do Instagram e não cair nos mesmos erros em que o Facebook caiu? As redes sociais foram criadas para conectar pessoas, baseando-se na autenticidade e infelizmente nos últimos tempos assistimos a uma progressiva degradação.

Como é que esta medida pode impactar os influencers e as marcas?

Eis a grande questão para o público em geral e um quebra-cabeças para as marcas! Se pensarmos bem é só uma questão de perspectiva porque as stories não têm métricas públicas e mesmo assim o seu sucesso é garantido, nesse caso o foco é o conteúdo. Além do mais as marcas libertar-se-ão dos horários para publicar (noutro artigos havemos de falar disto).

Se já temos alertas relativamente ao tempo que passamos nas redes sociais, este novo paradigma contribui para a nossa sanidade mental “Será que o número de likes na minha selfie é importante? O que contribui para a minha felicidade?”

É claro que esta mudança vai ter um impacto no negócio dos influencers e na sua relação com as marcas. Actualmente as marcas preocupam-se mais com o alcance e a taxa de engagement do que com os seguidores. Assim, sem a capacidade de visualizar publicamente os likes de um influenciador pode ser mais difícil avaliar a participação da comunidade. Perdem os influenciadores, ganha o Instagram que pode ter um aumento nas suas receitas de publicidade. Através de anúncios pagos as marcas obterão um maior alcance.

Há também a componente criativa… É possível que haja uma maior aposta em conteúdos artísticos, diferentes e únicos se os likes forem omitidos.

Como ficam as empresas no Instagram?

Basicamente terão de apostar na criatividade e ao invés de analisar o impacto através de likes, analisar outras métricas que possam influenciar o seu negócio. Os likes sempre serviram para “tapar o sol com a peneira” e com esta mudança as empresas terão de analisar o que realmente está a funcionar.

Procura maneiras de obter mais envolvimento no Instagram? Fale connosco.

Filipa Almeida instagram Instagram quer reduzir a competição! Mas como? filipa foto

Filipa Almeida

Licenciada em Psicologia pela UC, pós-graduada em Marketing Digital e Micro-Mba em Gestão Empresarial.
Co-fundadora e Consultora de Marketing Digital da Dreamweb.
Filipa Almeida instagram Instagram quer reduzir a competição! Mas como? filipa foto

About Filipa Almeida

Licenciada em Psicologia pela UC, pós-graduada em Marketing Digital e Micro-Mba em Gestão Empresarial. Co-fundadora e Consultora de Marketing Digital da Dreamweb.

Os comentários estão fechados.

error:

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies que possibilitam a melhoria dos nossos serviços. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close